Syndicate content

August 2013

Sem público, os meios de comunicação públicos não fazem sentido

Mariana Ceratti's picture
Also available in: Español

Estou em Brasília, no IV Fórum Internacional de Mídias Públicas na América Latina. Os especialistas no tema -- bem como os que têm responsabilidade diária de gerenciar os meios de comunicação do Estado -- estão aqui para compartilhar seus pontos de vista sobre o que parece ser um fenômeno na região: o renascimento dos meios públicos de comunicação.

Esse renascimento se evidencia em experiências como as do canal municipal de Medellín (na Colômbia), da agência Notimex, do canal Once (México) e do Brasil 4D, projeto da EBC para levar melhores serviços públicos por meio da TV digital terrestre.

Sem dúvida, uma das principais contribuições ao debate foi o livro Caixas Mágicas, cofinanciado pelo Banco Mundial, que faz uma revisão dos modelos de televisão pública na América Latina e traça algumas análises para o futuro.

Um dos autores do livro, Luís Arroyo, apresentou a seguinte reflexão sobre o papel dos meios públicos de comunicação e sua utilidade à sociedade. Assista e comente: você concorda com ele? Espero seus comentários!

 
"Sem público, os meios de comunicação públicos não fazem sentido" - Luis Arroyo

 

O Rio Grande do Sul se veste de lilás pelo fim da violência contra a mulher

Andréa Brochier Machado's picture

Imagine a cena: você, mulher, sofre algum tipo de violência – física, psicológica, sexual, por exemplo – e vai ao Departamento Médico-Legal para fazer o exame de corpo de delito. Lá, machucada no corpo e na alma, você precisa dividir a sala de espera com a mesma pessoa que a agrediu. Enquanto isso, do lado de fora, a todo momento passam presos acompanhados pelas polícias Civil ou Militar.