Syndicate content

Uruguay

A ciência da prestação de serviços de infraestrutura

Jordan Schwartz's picture
Also available in: Español



A parte realmente interessante de trabalhar em infraestrutura é todos conhecerem a própria tarefa.
 
Nós todos pagamos contas, ficamos sem energia durante tempestades e nos preocupamos com a qualidade da água que vamos beber.  Nós todos já ficamos repetindo “Alô? Alô” até percebermos que a ligação telefônica caiu depois de termos confessado “eu te amo” a um pedaço de plástico desconectado.

O que está impedindo a América Latina de se tornar uma grande potência no setor de alimentos?

John Nash's picture
Also available in: English | Español


As Nações Unidas estimam que a demanda por alimentos vá duplicar quando a população chegar a nove bilhões em 2050, sendo que a maior parte desse crescimento se dará nos países em desenvolvimento.
 
Embora as previsões pessimistas de Malthus e de uma longa lista de neomalthusianos não tenham se concretizado, ainda assim é preciso se perguntar como todas essas bocas famintas serão alimentadas.
 
O que é necessário fazer para garantir que a recente crise alimentar não se torne uma característica permanente do mundo no futuro? Embora os países da América Latina e do Caribe sejam bastante heterogêneos em seu potencial produtivo, eles estão em geral bem aparelhados para contribuir para a superação desse desafio.

Mulheres latino-americanas fomentam a prosperidade da região

Joao Pedro Azevedo's picture

Also available in English, Spanish

 

As mulheres estão se tornando progressivamente as parceiras mais importantes no desenvolvimento da América Latina. Mães, estudantes, profissionais atuantes, mulheres de todas as origens são hoje a força motora da revolução de gênero que contribuiu de modo bastante significativo para a prosperidade de nossa região.

Na última década, os países latino-americanos apresentaram um expressivo avanço na redução da pobreza e da desigualdade. Agora sabemos que uma grande parte desse progresso pode ser creditado às mulheres. Isto é tão verdadeiro que, se não houvesse tantas mulheres participando da força de trabalho, a pobreza extrema na região teria sido 30% maior em 2010. Algo semelhante pode ser dito sobre o recente progresso da região face à persistente desigualdade, como enfatiza o relatório Poverty and Labor Brief: The Effect of Women’s Economic Power in Latin America and the Caribbean (Informe sobre Pobreza e Trabalho: O efeito do poder econômico das mulheres na América Latina e no Caribe).