Syndicate content

Climate Change

No Rio de Janeiro, reflorestamento muda a vida dos moradores das favelas

Franka Braun's picture
Also available in: English

Não é fácil chegar ao Morro da Formiga, uma favela que se equilibra – como um ninho de pássaro – em uma montanha na Zona Norte do Rio de Janeiro. Mas, uma vez que se chegue lá, a visão das encostas recobertas de verde é impressionante. Nem sempre foi assim. Há 16 anos, a erosão e os deslizamentos de terra ameaçavam os moradores.

O Morro da Formiga é um dos 144 pontos contemplados pelo programa de reflorestamento da cidade do Rio. Há uma semana, visitei o local com uma equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e uma jornalista da Agência France Presse (AFP). 

morro-da-formiga
Morro da Formiga. Foto: Franka Braun

Desde 1986, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAC) vem implementando um programa de reflorestamento comunitário que já plantou mais de 6 milhões de sementes em 2,2 mil hectares de terra dentro da cidade. 

Por muito tempo, o Rio sofreu com o desmatamento de suas encostas devido ao crescimento desordenado da cidade. Isso causou não só a erosão do solo, mas também poluição (com sedimentos) das nascentes, enchentes e deslizamentos de terra. Pior, deu origem a uma série de poças carregadas de mosquitos causadores de doenças.