Syndicate content

Health

O que faz o mundo perder US$ 260 bilhões por ano?

Guy Hutton's picture

También disponible en español e inglés

Muitas pessoas hoje têm mais acesso a um telefone celular do que a um vaso sanitário. À atual taxa de progresso, o mundo não alcançará em 2015 o objetivo de saneamento global para meio bilhão de pessoas. E embora o objetivo global de água potável tenha sido alcançado no ano passado, cerca de um bilhão de pessoas ainda carece de acesso a uma fonte melhorada de água potável. 

A maioria dessas estatísticas é bem conhecida por peritos em abastecimento de água e saneamento e pela comunidade de desenvolvimento em geral. Talvez seja menos conhecido o custo da crise de água potável e saneamento. anualmente nos países em desenvolvimento ou 1,5% de seu PIB. Os benefícios de cumprir os objetivos combinados do abastecimento de água e saneamento (WSS) equivalem a mais de US$ 60 bilhões por ano e as intervenções combinadas de WSS significam um retorno de US$ 4,3 por dólar investido.

Nutrição na América Latina: um menu de políticas para melhorar as respostas de emergência

Marie Chantal Messier's picture

 También disponible en español e inglés

Mulheres e crianças primeiro! Este chamado parece familiar? A regra cavalheiresca que ficou famosa no naufrágio do Titanic parece ter se estendido, de nossas mentes, a todas as situações de emergência.

Apesar disso, parece que na América Latina e no Caribe (e) esta regra há muito tempo estabelecida não pode ser levada ao pé da letra. Como se sabe, em geral mulheres e crianças não ocupam o primeiro lugar nas iniciativas públicas destinadas às situações emergenciais e de crise.

Alta do preço dos alimentos: chegou a hora de agir de acordo com o que se prega?

Marie Chantal Messier's picture

Also available in English, Español

Não se pode contestar que o alto preço dos alimentos está sendo muito prejudicial às famílias, às empresas e aos governos na América Latina por exacerbar os efeitos potencialmente catastróficos nos orçamentos das pessoas e da economia como um todo.

América Latina: Deveria a febre global de preços dos alimentos nos dar calafrios?

Willem Janssen's picture

Also available in English, Español

Com a nova escalada de preços dos alimentos, a terceira em cinco anos, também aumenta a preocupação com a segurança alimentar global. Imediatamente, três perguntas vêm à mente: Por que isso está acontecendo? Como isso afeta a América Latina e o Caribe? O que podemos fazer a respeito disso?

Após duas décadas, ainda não estamos falando o suficiente sobre sexo

Keith Hansen's picture

Also available in English, Spanish, French

 

 

À medida que a atenção do mundo se volta para a Conferência Internacional sobre AIDS, realizada esta semana, em Washington D.C,  vale a pena destacar  o importante trabalho realizado pela América Latina e o Caribe (i) na abordagem do HIV/AIDS (i).

Nas duas últimas décadas, a região aumentou de modo significativo o nível de debate e de conscientização sobre esse tema, desenvolvendo  estratégias nacionais contra o HIV/AIDS (i),  integrando respostas à epidemia aos sistemas de saúde e garantindo  uma conscientização quase  universal sobre os fatores de risco para transmissão do HIV. Mas ainda não estamos falando o suficiente sobre sexo.

 

Haiti: Sinais palpáveis de progresso, dois anos depois do terremoto

James Martone's picture

Disponível em: English, Español

Milome Brilliere Elementary now has walls and a roof after the old school totally collapsed in the 2010 quake

Há doze meses, a escola Milome Brilliere, de Porto Príncipe, ainda estava funcionando em uma estrutura temporária feita de lona e madeira velha.  Quando a visitamos há algumas semanas – como parte de uma missão para registrar o andamento da reconstrução do Haiti –, constatamos que novas paredes de concreto haviam sido construídas e que finalmente havia um telhado permanente.

Clémont Renold, desempregado e pai de três filhos, estava lá. “É um grande alívio”, comentou a respeito da nova escola e dos esforços internacionais para erguer o sistema educacional haitiano.