Syndicate content

Por que as cidades devem investir em parques públicos?

Emanuela Monteiro's picture

(Also available in English)

As cidades produzem quase 90% do PIB do Brasil e, por isso, são o principal motor de crescimento e desenvolvimento do país. No entanto, um processo de urbanização rápido e não planejado acabou causando problemas, como a concentração da pobreza, acesso insuficiente a serviços básicos e falta de espaços públicos de qualidade.

Os espaços públicos - entre eles os parques - ajudam a melhorar a habitabilidade e, ao mesmo tempo, aumentam a resistência das cidades às catástrofes naturais, reduzem a poluição e possibilitam o crescimento inclusivo.

Fortaleza é uma cidade litorânea de 2,6 milhões de habitantes no nordeste do Brasil. Seu crescimento desordenado gerou uma desigualdade gritante e também grandes divisões espaciais. A falta de investimentos e o planejamento inadequado também causaram a degradação do meio ambiente.

Em um esforço para superar esses desafios, o município firmou uma parceria com o Banco Mundial, por meio do Projeto de Desenvolvimento Urbano Sustentável de Fortaleza, para melhorar os espaços públicos e reabilitar as áreas da Bacia de Vertente Marítima e do Parque Rachel de Queiroz. Em janeiro de 2017, o projeto foi reconhecido pelo UN-Habitat por suas práticas inovadoras na implementação da Nova Agenda Urbana.

Neste vídeo, converso com o diretor sênior do Banco Mundial, Ede Ijjasz-Vasquez, sobre a iniciativa e seu objetivo de tornar a cidade mais habitável, competitiva e resiliente.

Comments

Unpublished
Submitted by Anonymous on

Obrigada, Tiane! Mas quem deve ser parabenizada é a equipe da Prefeitura de Fortaleza. O projeto do parque é muito bonito e tem de fato esse poder transformador. Estamos todos na torcida para vê-lo acontecer o quanto antes!

Submitted by Rojestiane Nobre on

Parabéns, Emanuela! O Parque será um novo símbolo de que o respeito ao meio ambiente pode coexistir com o desenvolvimento urbano, tendo a sustentabilidade como pilar central.