Cidades brasileiras: centro versus periferia

|

This page in:

O planejamento urbano pode reduzir a pobreza no Brasil?

Se você quer saber onde a economia brasileira se movimenta com mais vigor, visite qualquer uma das 10 maiores regiões metropolitanas do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza ou Belém. Também é importante observá-las para entender as causas, características e consequências da desigualdade social brasileira. Elas respondem por mais de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e, na última década, avançaram na redução da pobreza e na promoção de bem-estar social. No entanto, ainda concentram 15% da população pobre. E mais: no centro e na periferia das regiões metropolitanas brasileiras, ricos e pobres têm acesso desigual a saneamento, educação e outros serviços públicos. Esses estão entre os temas chave de dois novos relatórios sobre as cidades brasileiras, lançados recentemente em Brasília. Assista ao vídeo e leia os estudos para saber mais.

Authors

Joe Leitmann

Lead Disaster Risk Management Specialist, World Bank / GFDRR

Join the Conversation