Em todo o mundo, a porcentagem de estoques de pescados feitos de forma insustentável triplicou - de 10% em 1974 para 33,1% em 2015.

Amanda Jerneck, Simeao Lopes |